Como tornar o treinamento operacional atraente para todos?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O treinamento operacional é muito importante para que uma organização consiga desenvolver processos eficientes, repetitivos e com poucas falhas. É através dele que se consegue construir equipes bem formadas e engajadas aos propósitos da organização. Porém, apesar da sua importância, muitas das iniciativas de capacitação operacional falham, não gerando os resultados esperados.

Em nossa experiência, podemos afirmar que muitas destas falhas poderiam ter sido evitadas se o processo de treinamento operacional fosse, desde o seu inicio, planejado para envolver todas as pessoas que, de uma forma ou outra, irão desenvolver atividades neste tipo de treinamento.

O treinamento operacional precisa ser atraente para todos os públicos envolvidos

Treinamento operacional é uma atividade de interface que envolve mais de uma função da organização. Para que atinja os resultados esperados, as pessoas envolvidas tem de participar do projeto desde o seu início. São elas:

  • Os operadores que serão treinados;
  • Os gestores de operação;
  • Os criadores de conteúdo e;
  • A equipe de desenvolvimento humano que gerencia o processo como um todo

Os pontos principais para tornar estes treinamentos atraentes a todos os públicos são apresentados no vídeo a seguir:

Como tornar os treinamentos operacionais atraentes. Por Albert Geiger (CEO – Desenvolve).

Para que o operador se interesse no treinamento informe o que ele precisa saber, causas e consequências.

Os operadores são os atores principais de qualquer processo produtivo, afinal são eles que executam as tarefas de transformação de matérias-primas em produtos, realizam as entregas e implementam os serviços. Estes colaboradores são cobrados pela execução e por atender a metas de produção, ou seja, são práticos e pouco receptivos ao desenvolvimento de conteúdos teóricos. Além disto, pela natureza do seu trabalho geralmente são focalizados e objetivos.

Portanto quando pensamos em treinar este perfil de colaborador temos de pensar, necessariamente, em conteúdos focados e objetivos: O que é o conteúdo e porque ele é importante? Como devo proceder para executar corretamente as tarefas das minhas atividades? O que acontece e as consequências se a execução não seguir o que foi definido?

Ou seja, o treinamento operacional além de proporcionar o conhecimento necessário para a execução correta das atividades e também precisa permitir a responsabilização consciente dos colaboradores pelos seus atos. Portanto quando queremos estimular o empoderamento dos colaboradores através do treinamento operacional estamos, na verdade, transferido também responsabilidades para este colaborador de forma consciente.

Os treinamentos operacionais não podem comprometer a produtividade dos setores

Já para os gerentes de operação e produção os treinamentos têm de serem concebidos de forma a não comprometer a produtividade. Atualmente todas as equipes envolvidas em atividades operacionais estão bastante pressionadas e a perda de tempos produtivos geralmente irá comprometer a produtividade geral do setor. Para resolver esta questão recomendamos fortemente que os treinamentos sejam “encaixados” para serem executados nos tempos mortos de produção, ou seja, no período de parada das máquinas ou intervalos dos processos produtivos.

Nestes momentos geralmente parte das equipes estão envolvidas nas atividades de limpeza ou setup, mas outra parte está ociosa e poderia ser treinada. Para que isto possa acontecer é de fundamental importância que os gestores dividam os seus times em grupos permitindo assim o rodizio na execução das atividade de parada e de treinamento operacional envolvendo a todos.

Os conteúdos tem de ser objetivos e dirigidos apresentando o “o quê?”, “o como?” e “o porquê?”

Outro elemento de estrema importância para o sucesso do treinamento operacional é a criação dos conteúdos. Ele precisa ser construído de tal forma que possam ser ministrados nos intervalos de parada de máquinas e nas ociosidades do processo.

Para que isto seja possível sugerimos utilizar técnicas de micro aprendizagem criando conteúdos cujo tempo de leitura e interpretação seja inferior a 10 min. Como já destacamos em artigos interiores os conteúdos precisa ser objetivos e dirigidos apresentando claramente o que se espera do treinamento, como executar corretamente as atividades e o que acontece e suas consequências caso as atividades não sejam executadas conforme o planejado. Os conteúdos devem ser muito visuais, com imagens e vídeos. Use fotografias e imagens ou filme os profissionais experientes executando as tarefas. Crie assim um efeito de espelhamento para os demais.

O treinamento operacional tem de fazer parte do desenvolvimento humano da empresa.

Finalmente, é importante destacar que todas as atividades de treinamento desenvolvidas em uma organização, seja ela qual for, têm de fazer parte da estrutura de desenvolvimento humano sendo parte importante da evolução da carreira dos colaboradores.

Este treinamento tem de ser importante! Portanto o acompanhamento do desempenho dos colaboradores ao longo dos treinamentos operacionais, bem como o alinhamento destes treinamentos as demais políticas de desenvolvimento humano das organizações é fundamental.

Veja também